Contos

Uma Jovem e Um Amor.

Uma Prisão no

A História do Bras

Por: Luzia Couto

Quando o dia amanheceu, o sol não apareceu e Denise estava com os olhos vermelhos de chorar por seu amor, que havia ido embora deixando seu coração em pedaços. Fazia mais de sete anos eles namoravam, quando Augusto resolveu marcar o noivado, a empresa em que trabalhava decidiu transferir ele de cidade deixando-a muito triste e insegura. Tudo que ela queria era ter Augusto de novo em seus braços, mas isto parecia que ia demorar para acontecer, afinal fazia apenas um dia e uma noite que havia viajado. A manhã estava fria e sua mãe,  vendo a tristeza da dela, resolve lhe convidar para saírem, assim tomariam um saboroso café e talvez a filha lhe contasse o porque da tristeza que lhe afligia tanto. Augusto por sua vez estava feliz, estava vivendo em outra cidade,com novos amigos e muitas mulheres bonitas, além de um bom salário. Ele imaginava que talvez ela desistisse dele, afinal ele não a amava tanto quanto ela merecia.  Os dias foram passando e a moça continuava triste ela imaginava que Augusto também sofria por estar distante dela, mas na verdade ele se divertia e pouco falava com ela. Havia passado três meses quando ela resolveu fazer uma visita surpresa a seu noivo, ele pouco ligava e quando falavam ela sentia ele longe. Na manhã daquela segunda feira a moça pegou o voo e seguiu ao encontro de Augusto, chegaria na empresa sem avisar e surpreenderia o rapaz, mas ela foi surpreendida. Ao anunciar sua chegada na portaria a moça se assustou, a recepcionista lhe disse que Augusto havia viajado naquele fim de semana para a casa da noiva e ainda não havia chegado. Sem entender bem o que a recepcionista dizia, a cabeça de dela fervilhava, Augusto não tinha chegado em sua casa e nem avisado que iria, no dia em que se falaram, ele disse que estaria em uma reunião muito importante para a empresa e não poderia ser incomodado com ligações. Assim que a cabeça melhorou ela tomou uma decisão; aguardaria por Augusto em seu apartamento. Solicitou um táxi e seguiu para o endereço anotado pela secretária. Ao chegar ela notou as janelas abertas e algumas toalhas no varal da sacada. Ele havia voltado da viagem. Sem pensar ela entra no elevador e desce no oitavo andar. Aperta a campainha e uma linda mulher, quase despida, lhe abre a porta e diz: - Prazer em conhecer. Você deve ser irmã de Augusto que a secretária avisou que vinha. Eu sou Bárbara namorada dele. Augusto está dormindo um pouco. Chegamos de uma viagem e fomos comemorar nosso segundo mês de namoro. Muito prazer eu sou Denise a irmã mais nova dele. Mas pensando bem disse Denise, eu vou descer estou em meio a um trabalho, passei apenas para dar um beijo em Augusto. Se despediu de Bárbara e desceu pelas escadas quase sem conseguir andar tamanha era sua decepção.

Denise voltou para a casa com o coração estraçalhado, mas com alma limpa, arrancaria de seu coração aquele homem falso e mentiroso que só lhe fizera sofrer. Os dias passaram e quando Augusto resolve ligar para falar com Denise o número não mais existia, ele comenta com Bárbara que lhe disse ter conhecido sua irmã Denise e por sinal era bela.O rapaz de desesperou e foi até a cidade, mas não encontrou nem sinal da noiva. Denise havia ido passar uma temporada em casa de sua tia muito longe de sua cidade. Seis meses se passaram desde que tudo acontecera, desde que chegara para o apartamento de número 512 Denise observava que um homem de meia idade lhe olhava sem nada dizer. Na empresa de Augusto as coisas iam mal, ele tentava de toda forma conseguir o endereço de Denise o que sua mãe negava sempre.

Depois de dois anos a empresa que Augusto trabalhava fechava as portas, Bárbara já não queria mais viver ao lado de um homem desempregado e mentiroso. Lá na cidade que Denise adotara como sua, ela trabalhava e sonhava em conhecer um novo amor, mas este amor já lhe conhecia. O homem que lhe olhava sem nada dizer agora disse, ele era Guido e estava amando em silêncio desde a primeira vez que a viu. Guido pede Denise em namoro e dá uma festa no prédio para comemorar o sim da bela jovem. Os jornais noticiaram o namoro  de Guido com Denise, ele era um rico empresario e isto Denise não sabia. Lá na cidade natal de Denise estava Augusto desempregado sem dinheiro e sem mulher, e quando ele vê a noticia no jornal é que percebe a burrada que fez e decide reconquistar Denise. Muito tarde para Augusto querer reconquistar a jovem, ela havia marcado o casamento com seu grande amor Guido, e o casal viajava para outro País em férias. Quando Denise e Guido retornam da viajem ficam sabendo que Augusto havia procurado por ela, Guido sorri e beija Denise dizendo este jovem é mesmo insistente darei um jeito nele, vou lhe dar um emprego e mandar-lhe para o outro lado do mundo, assim ele nunca mais voltará a nos incomodar. Depois de três meses um agrande festa acontece para celebrar o casamento de Denise e Guido. Ninguém nunca mais ouviu falar de Augusto  a última noticia que tiveram dele era que ele estava morando de favor na casa de um parente no interior. Denise e Guido tiveram três filhos e viveram felizes.